Floresta de Várzea

Caracterizam-se pela vazão constante dos rios, ou seja, pela entrada e saída de água das marés fluviais. Apresentam cerca de 100 espécies vegetais por hectare, número menor do que na terra firme, mas com questões de endemismo e competição ainda pouco estudadas.

Dividem-se em três categorias: várzea baixa e intermediária, ambas com predomínio das palmeiras, com algumas espécies que apresentam raízes que auxiliam na fixação de oxigênio, como açaizeiro e buriti ,-e várzea alta, cujo solo é menos influenciado pelas águas das marés e tem maior biomassa, pois ocorrem espécies arbóreas, como a sumaúma, assacu, andiroba e copaíba. Essa classificação é feita de acordo com o nível topográfico, composição química do solo e composição florística.

Várias espécies podem crescer associadas às espécies da várzea, como milho, cana-de-açúcar, arroz, cupuaçu, limão, laranja, biribá, graviola, banana e cacau, além do aproveitamento extrativista do açaizeiro, ucuúba, guarumã, buçu, jacitara, copaíba, andiroba e outras. Não há uma única palmeira da várzea que não tenha alguma utilidade, seja no uso das folhas, estirpe, frutos, sementes e raízes.

Copyright © 2006 PRODEPA